P30
Desafios da etnografia nas pesquisas em elites, instâncias estatais e políticas de governo
Convenors:
Antonio Carlos De Souza Lima (Museu Nacional-UFRJ)
Carla Teixeira (Universidade de Brasília)
Location:
Sala 5, Ciências Veterinárias (Map 30)
Start time:
11 September, 2013 at 9:30
Session slots:
3

Short abstract:

Este painel objetiva refletir sobre os desafios que as investigações antropológicas em instâncias estatais, elites políticas e arenas de fabricação de políticas de governo colocam à etnografia como forma de produção de conhecimento

Long abstract:

Desde o clássico artigo "Up the anthropologist - perspectives gained from studying up" de Nader, publicado nos anos 70, muitas pesquisas antropológicas têm sido feitas entre diferentes tipos de elites em sociedades complexas, bem como em processos de governança e administração mais ou menos estatais. Tal acúmulo de investigações tem permitido ampliar o repertório dos significados sociais da política e dos processos estatais, apontando sua polissemia, fronteiras em movimento, rituais, subjetividades em produção, tempos e espaços, macro e micro poderes. Já no que se refere à reflexão sobre o fazer etnográfico em tais universos empíricos, muito há que avançar. Vários artigos que abordam dificuldades de pesquisar instituições prestigiosas (governamentais ou não) e sujeitos detentores de poder focalizam as restrições de acesso que enfrentaram, as portas fechadas e os segredos, e propõem estratégias de campo alternativas. Contudo, raros mapeiam como essas dificuldades impactam a etnografia como uma forma de produção de conhecimento que não se confunde com a observação participante. A ambição deste painel é suscitar articulações entre os desafios da pesquisa e desafios ético-morais, da escrita, da relação de poder entre sujeitos-investigador, do lidar com conhecimento produzido e ocultado pelos sujeitos, para compreender a especificidade desses contextos dinâmicos de experiências vividas e, simultaneamente, repercutir sobre os estereótipos do fazer antropológico a partir das demandas reais colocadas à pesquisa hoje.