P25
Saúde e diversidade (PT/ES/EN)
Convenors:
Beatriz Padilla (ICS-U Minho)
Cristina Santinho (ISCTE)
Alejandra Ortiz (ISCTE-IUL Instituto Universitário de Lisboa)
Location:
A2.13, Reitoria/Geociências (Map 10)
Start time:
10 September, 2013 at 11:30
Session slots:
2

Short abstract:

Um dos desafios das sociedades contemporâneas é o acesso e prestação de cuidados de saúde, universais, equitativos e culturalmente adequados. Serem acessíveis e de qualidade para todos, independentemente do seu género, etnia ou país de origem, é uma questão de direitos humanos.

Long abstract:

Estudos no campo da saúde demonstram a crescente complexidade dos processos sociais, sendo que as migrações internacionais contribuem significativamente para tal. Assim a diversidade é hoje um dos aspectos mais relevantes ao considerar o acesso e a prestação de cuidados de saúde. Face a esta evidência, os serviços de saúde devem proporcionar reflexividade, flexibilidade e qualidade nos serviços prestados aos diferentes grupos sociais independentemente do seu estatuto legal, origem, nacionalidade, género ou identidade. O conceito de "cidadania de saúde" enfatiza a saúde como uma questão de direitos humanos, e significa "o crescente envolvimento do cidadão em assumir mais responsabilidades em saúde e tomar decisões informadas em relação à saúde" (Padilla, 2008). Convidamos à apresentação de comunicações das ciências sociais que abordem a complexidade à volta dos serviços de saúde, respondendo a alguma das seguintes questões: - Como os sistemas de saúde e a cultura profissional dos profissionais da saúde, permitem a inclusão de práticas de saúde mais respeitadoras das diferenças? - Que relação existe entre os vários actores (Sistema Nacional de Saúde, associações, PPP's, etc.) e a prestação de cuidados adequados às necessidades específicas dos utentes? - Quais as barreiras existem quanto o acesso e à qualidade? como a crise tem influenciado? - De que forma a investigação em ciências sociais pode contribuir neste campo?