P16
Gênero, moralidades, sexualidades e estéticas afetivo-sexuais: pensando a produção e circulação de pessoas, objetos e ideias na contemporaneidade (PT/ES/EN)
Convenors:
Carolina Branco de Castro Ferreira (Unicamp)
Paula Togni (CRIA - Lisbon)
Natália Corazza Padovani (Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP)
Location:
A2.12, Reitoria/Geociências (Map 10)
Start time:
11 September, 2013 at 9:30
Session slots:
3

Short abstract:

O painel reúne etnografias de cenários semânticos produzidos em fluxos e deslocamentos de sujeitos,ideias e objetos ligados às noções de cuidado,amor,sexo e intimidade. O foco esta em debater como movimentos e elementos criam estéticas,moralidades,agenciamentos,noções de sofrimento,vulnerabilidades.

Long abstract:

A proposta deste painel é reunir etnografias que tomam cenários semânticos produzidos por circulações, trocas, fluxos e deslocamentos de sujeitos, ideias e objetos ligados às noções de cuidado, amor, sexo e intimidade. Atualmente a reflexão antropológica conta com uma produção significativa que tem dado atenção a como marcas de gênero articuladas a marcadores sociais de diferenciação e a diversas manifestações de mercados, comércios, dádivas, intercâmbios e ajudas configuram contextos de significação que tem aberto (re)configurações nos campos de estudos sobre migrações, turismo, (homo)sexualidades, parentesco e conjugalidade, estratégias terapêuticas e afetivo-amorosas, mercados transnacionais do sexo, matrimonial e outros. Nesse registro, o painel abre espaço para o debate acerca de como fluxos e cruzamentos entre dádivas, transações monetárias e marcadores sociais de diferença podem ser intersectados em vários contextos etnográficos e, principalmente, como tais intersecções produzem mapas de assujeitamentos, subjetivações, estéticas, moralidades, estratégias, noções de sofrimento e vulnerabilidades. Este painel coloca o desafio de refletir a respeito de mapas e cartografias, desenhados em meio a normatividades, que podem passar despercebidos enquanto trilhas de ações possíveis agenciadas e utilizadas por sujeitos em negociações, relações e contextos de constrangimentos ligados a feminilidades, masculinidades, raça/cor da pele, classe social, geração, religiosidades, nacionalidades, assim como, seus entrelaçamentos, e inclusive a emergência de outros elementos supostamente inesperados que produzam diferenciações. O painel não pretende enfocar campos etnográficos específicos, mas antes, cenários semânticos produzidos a partir de fluxos, trocas, deslocamentos e circulação de pessoas, objetos e ideias. Tráfegos que podem relacionar etnografias dos mais diferentes contextos.