P49
Alterações climáticas e etnografia (PT/ES/EN/FR)
Convenor:
Paulo Mendes (CRIA-IUL / UTAD)
Location:
A1.10, Reitoria/Geociências (Map 10)
Start time:
9 September, 2013 at 15:00
Session slots:
1

Short abstract:

Cultura e sociedade são, ao mesmo tempo, o problema e a solução para as alterações climáticas. Contudo, a antropologia esteve, até muito recentemente, arredada deste problema e da sua discussão. É objectivo deste painel contribuir para colmatar esta lacuna, o que se revela urgente.

Long abstract:

Cultura e sociedade são, ao mesmo tempo, o problema e a solução para as alterações climáticas. Contudo as ciências sociais em geral, e a antropologia em particular, têm estado, com poucas excepções, arredadas deste problema e da sua discussão. Preponderam as ciências económicas que colocam "os mercados" e "os indivíduos" no centro da questão, e as ciências ambientais que privilegiam o meio físico. Feito que revela como a tradição judaico-cristã plasmada na dicotomia cartesiana que separa "natureza" e "cultura" continua na contemporaneidade e, por conseguinte, informa a produção de conhecimento, inclusive antropológico. Um dos obstáculos a esta superação assenta na resistência do pensamento Ocidental à inclusão das "coisas da Natureza" no domínio das "coisas do Homem", e vice-versa. Atitude não concordante com as hoje óbvias interconexões entre social e biológico ou entre local e global. Pedem-se, por isso, comunicações sobre contextos etnográficos onde a natureza é prevalente, especialmente sobre aqueles onde os processos de adaptação, resiliência e fuga às alterações climáticas são já uma evidência: desde as geografias afectadas por problemas associados ao aquecimento global, até grupos sociais que procuram formas de vida alternativas. Podemos, assim, propor uma abordagem e inovadora, (re)situando o problema nas formas de conceber a vida e o mundo.